13 de abril de 2017

Oferta Microsoft Azure

O Microsoft Azure são serviços em nuvem distribuído a nível mundial e cada vez é mais utilizado.

A Microsoft disponibiliza vários programas com benefícios para IT Pros, desenvolveres e não só. No blog está uma página como pode experimentar o Azure e faço referencia aos  mesmos programas.

O  IT Pro Cloud Essentials mudou a oferta de 3 meses para 12 meses com um valor mensal de 25€.


Com o seu crédito mensal de 25 euros durante 12 meses, pode usufruir durante um ano destas vantagens que o ajudam a promover a sua carreira:
  • Utilização gratuita de serviços cloud como o Microsoft Compute and Storage
  • Acesso a serviços de back-end para as suas aplicações móveis e Web
  • Ferramentas e suporte para IoT, aprendizagem automática e análise de dados.

 Apesar da moeda da oferta estar em dollars americanos o valor é mesmo 25€.

Como registar a oferta
Podem registar diretamente em https://account.windowsazure.com/signup?offer=MS-AZR-0024P utilizando a vossa conta Microsoft.

Quais são as ofertas disponíveis? Há mais ofertas?
Sim. O Azure dispõe de várias ofertas e podem ser consultadas as ofertas ativas e inativas em https://azure.microsoft.com/pt-pt/support/legal/offer-details/.

Para associar a oferta tem de utilizar o endereço https://account.windowsazure.com/signup?offer=[número da oferta] 

Exemplo da oferta Pay-As-You-Go : https://account.windowsazure.com/signup?offer=MS-AZR-0003P

7 de abril de 2017

Tech Startup Job Fair Lisboa Spring 2017 na Microsoft

Ontem nas instalações da Microsoft em Lisboa foi realizado o Tech Startup Job Fair Lisboa Spring 2017.
O TechStartupJobs é um parceiro da família TechMeetups. Que permite os jovens terem contacto com empresa desde start-ups, agências, consultorias, pequenas e médias empresas até as grandes organizações. Estas empresas podem publicar oportunidades para atrair novos colaboradores, parceiros e co-fundadores. Este vento não acontece apenas em Portugal e podem ver as próximas datas e locais em http://www.techstartupjobs.com.

A Microsoft cada vez está mais aberta até patrocina feiras de emprego. Neste evento não estiveram apenas empresas portuguesas.


Algumas das empresas/startup presentes

Microsoft Pipedrive
PaymentWall SIGMA CONSO
Gaming Services Pengium Formula
Cook 4 me UNONO
Climber Heptasense
Sidero

Posso dizer que estava a casa cheia, pessoal animado e houve momentos engraçados.


Mais sobre o evento.

Tinha algum custo ?
Tinha um custo para as empresas, mas para quem estava a procura não, o registo era obrigatório como qualquer evento.

Havia alguma restrição de oferta pelas empresas presentes?
Infelizmente sim, algumas das ofertas tinha um limite de idade até ao 30 anos. Apesar eu de ter mais de 30 anos ainda considero me jovem. 

Que tipo de ofertas havia?
Principalmente ofertas de TI, administradores de sistemas, programadores de C# ou Java e muito mais.

Isso quer dizer que estes eventos são apenas para jovens?
Não !!!

Vale a pena ir a estes eventos?
Claro que sim! Para quem me conhece estou em quase todos os eventos públicos realizados nas instalações da Microsoft. Não é pelo facto de ser gratuito é principalmente pelo Networking, convivio e diversão. E vejo sempre pessoal conhecido como o António Lourenço que anda sempre nestas andanças e convidou a visitar o blog dele em http://antoniolourenco.com/.

Onde posso consultar os próximos Tech Startup Job Fair?
No seguinte endereço de Internet http://techmeetups.com/events/category/job-fair/.


Quero agradecer a equipa do DX da Microsoft por conseguir ter estes eventos e outros nas suas instalações e que continue o bom trabalho.

3 de abril de 2017

TUGA IT como obter bilhetes gratis

Já não é a primeira vez que falo do TUGA IT que vai ser um evento nacional nas instalações da Microsoft em Lisboa sobre

  • Microsoft Data Platform
  • Open-Source Data Platform
  • SharePoint
  • Office 365
  • Enterprise Integration
  • Microsoft Azure (both IaaS and PaaS)
  • Development Methodologies (Agile, Scrum, Kanban, TDD, DDD, …)
  • Programming & Professional Development
  • DevOps
  • E muito mais.

Vai ser realizado no dia 18 a 20 de Maio de 2017.


As entradas do evento são pagas e estão disponíveis em https://app.weventual.com/detalheEvento.action?iDEvento=4115.

Até dia 2017-05-01 tem um preço especial de 10€ a partir dessa data o preço é 15€.

Mas há uma forma de obter a sua entrada gratuita! 

Através do cartão da comunidade

Há 2 meses os organizadores lançaram a iniciativa com o cartão comunitário, que é válido para todos os que participam nas reuniões dos seguintes grupos/comunidade técnicas envolvidas. 
 
Apenas necessita de participar em 3 reuniões e ter um comprovativo como participou nessas comunidades e será suficiente para obter um bilhete grátis para o evento, por favor, pergunte aos respetivos responsáveis grupos/comunidades técnicas.

Mas por que o preço do bilhete?
"Desde há alguns anos, estamos a lidar com o problema das pessoas que se registrariam nos eventos (SQLSaturdays, SharePointSaturday, Tuga IT, etc) e não aparecem. "
Fonte: nikoport.com

E isto tem originado um desperdício de comida e as pessoas que estiveram na lista de espera não tiveram a hipótese porque as instalações tem um limite de visitantes. 

Felizmente os voluntários do evento conseguem distribuir o excesso de comida a Refood (www.re-food.org/pt) por isso nada é desperdiçado. 
 

O fim do CodePlex

Para o pessoal que lê os comunicados já sabe que o CodePlex vai ser desligado no dia 15 de Dezembro deste Ano. Para o pessoal que ainda não reparou o CodePlex termina mesmo a 2017-12-15.


E agora o que vamos fazer ? Há solução ?
Sim, vamos todos mudar para o GitHub.


O que ?  A sério ?
Sim podes verificar no blog do Brian Harry's  em https://blogs.msdn.microsoft.com/bharry/2017/03/31/shutting-down-codeplex/.


"We migrated too.  As many of you know, Microsoft has invested in Visual Studio Team Services as our “One Engineering System” for proprietary projects, and we’ve exposed many of our key open source projects on GitHub (Visual Studio Code, TypeScript, .NET, the Cognitive Toolkit, and more).  In fact, our GitHub organization now has more than 16,000 open source contributors – more than any other organization – and we’re proud to partner closely with GitHub to promote open source."


Tradução:
Também migramos. Como muitos de vocês sabem, a Microsoft investiu no Visual Studio Team Services como nosso "One Engineering System" para projetos proprietários, e colucamos muitos dos nossos principais projetos de código aberto no GitHub (Visual Studio Code, TypeScript, .NET, Cognitive Toolkit, e muito mais). Na verdade a Microsoft tem mais de 16.000 contribuidores de código aberto - mais do que qualquer outra organização - e estamos orgulhosos de nos associarmos de perto com o GitHub para promover o código aberto.
 
A Microsoft criou um guia como migrar do Codeplex para o GitHub disponível em https://codeplex.codeplex.com/wikipage?title=Migrating%20to%20GitHub.

2 de abril de 2017

Programar Sartuday 2017

 

Ontem foi realizado o evento Programar Sartuday 2017 pela revista programar. A revista programar é uma revista portuguesa electrónica que existe apenas no formato digital é composta por artigos de vários autores portugueses. O seu custo é totalmente gratuito é pode ser consultada em https://www.revista-programar.info/ .

A organização do evento convidou-me para fazer uma apresentação iniciante de Windows PowerShell e sem pensar duas vezes aceite e não estou arrependido.

O evento foi realizado nas instalações da Microsoft em Lisboa, Portugal e tive direito a uma vista maravilhosa como podem verificar no seguinte vídeo que fiz antes de iniciar a sessão.



 A apresentação da sessão já esta disponível e pode consulta-la livremente.


16 de março de 2017

Como publicar o seu script Windows PowerShell na galeria pública do PowerShell

PowerShell Logo
O PowerShell é mais que um simples consola de terminal. É desenvolvida pela Microsoft o que permite fazer gestão dos seus produtos através de linhas de comandos ou de scripts. 

Uma das grandes vantagens de pertencer ao Windows Management Framework (WMF) o que permite ter acesso a:
  • Common Information Model (CMI);
  • Component Object Model (COM);
  • Framework .NET;
  • Server Manager CIM Provider;
  • Server Manager WMI provider;
  • Software Inventory Logging (SIL);
  • Windows Management Infrastructure (WMI);
  • Windows PowerShell;
  • Windows PowerShell Desired State Configuration (DSC);
  • Windows PowerShell Integrated Scripting Environment (ISE);
  • Windows PowerShell Web Services (Management OData IIS Extension);
  • Windows Remote Management (WinRM).

Mas tem assim tantas vantagens?
Sim, além de podermos utilizar a framework .NET pode-se criar scripts para fazer trabalhos autónomos que podem ser executados por parâmetros o que possibilita que o script seja reutilizável e atualizável.


No PowerShell as linhas de comandos têm a denominação de cmdlets e são comandos mais complexos. Um cmdlet até pode ser um script que invoca uma chamada de API ou outros cmdlets. Pode consultar a visão geral do Cmdlet em https://msdn.microsoft.com/pt-br/library/ms714395(v=vs.85).aspx .


É importante saber que os novos cmdlets ou funcionalidades apenas estão disponíveis nas últimas versões do sistema operativo. A última versão estável do WMF é 5.1 que inclui:
  • Novo cmdlets: local users and groups; Get-ComputerInfo;
  • Melhorias noPowerShellGet;
  • No PackageManagement foi adicionado suporte para Containers, CBS Setup, EXE-based setup, CAB;
  • Melhorias no Debugging para classes PowerShell e DSC;
  • Melhorias na segurança;
  • Resolução de um serie de pedidos e erros reportados.
Compatibilidade do WMF



WMF 2.0WMF 3.0WMF 4.0WMF 5.0WMF 5.1
Windows XP SIMNÃONÃONÃONÃO
Windows Server 2003SIMNÃONÃONÃONÃO
Windows VistaSIMNÃONÃONÃONÃO
Windows 7 SP1SIMSIMSIMSIMSIM
Windows Server 2008 SP2SIM
SIM
(Expecto IA64)
NÃONÃONÃO
Windows Server 2008 R2 SP1SIM
SIM
(Expecto IA64)
SIMSIMSIM
Windows 8SIMSIMSIMSIMSIM
Windows 8.1SIMSIMSIMSIMSIM
Windows Server 2012 SP1SIMSIMSIMSIMSIM
Windows Server 2012 R2SIMSIMSIMSIMSIM
Windows 10SIMSIMSIMSIMSIM
Windows Server 2016SIMSIMSIMSIMSIM


A partir de 18 de agosto de 2016 o Windows PowerShell passou a ser Open-Source o que significa que pode-se correr em MacOS e algumas distribuições Linux. A equipa do PowerShell está a utilizar o GitHub o que permite que qualquer um possa contribuir com o projeto em https://github.com/powershell .

Galeria do PowerShell
A Galeria do PowerShell é o repositório central do conteúdo do PowerShell. Estão presentes novos comandos do PowerShell ou Desired State Configuration (DSC). 

Antes de iniciar é necessário registar-se em https://www.powershellgallery.com/ com uma conta Microsoft que vai ser utilizada para publicação.

PowerShell Gallery Login



Ao aceder a sua conta pode verificar que tem chave API e é esta chave que é utilizada para submissão.
 
PowerShell Gallery - My Account


Criação do Script
Antes de iniciar o script é necessário criar o bloco que inclui as informações do script com o cmdlet ‘New-ScriptFileInfo’.  O bloco vai conter a versão, GUID que é gerado automaticamente, autor, informações requeridas e dependências do script.

Se já tem um script criado adicione o corpo do PSScriptInfo no início do script.

cmdlet New-ScriptFileInfo

 
Testar o script
O cmdlet ‘Test-ScriptFileInfo’ verifica o bloco de comentário se tiver um erro vai informar onde está localizado ou como corrigi-lo.

 
cmdlet Test-ScriptFileInfo


Como pode verificar na imagem não foi apresentado nenhum erro e pode ser enviado. A seguinte imagem tem um erro propositado em que uma variável está mal definida e não pode ser enviado até o erro ser corrigido.



Publicação do script
Com o script testado já pode publica-lo para publicar necessita da chave API que pode consultar na sua conta.  Para publicar utilize o cmnlet Publish-Script.

Publish-Script -Path <localização do script> -NuGetApiKey <chave API>

Uma regra importante é que o nome  do script tem de ser único se tentar publicar um script com a mesma identificação vai retornar um erro e é obrigado a mudar nome do script. 


cmnlet Publish-Script


Gerir o script na galeria
Na sua conta em ‘Manage my Items’ consegue gerir todos os módulos ou scripts submetidos. 


Pode editar o conteúdo do script.




A galeria também da hipótese de apagar o script mas ainda não é suportado pela galeria o que pode fazer é retirar o script das pesquisas.



Com a publicação bem-sucedida o script é visível e pesquisável na Galeria Web vem como no PowerShell. A galeria da hipótese de gravar o script sem instalar com o cmldet ‘Save-Script’. Se alguém pretender instalar pode utilizar o cmdlet ‘Install-Script’.




Não existe restrição para publicação mas tem de ter atenção que o script ou modulo que pretende publicar não contenha nenhuma informação sensível como por exemplo logins, palavras passes, chaves para ligações a bases de dados.

Mesmo que o script tenha passado nos teste é sempre importante rever e testar o script antes de publicar. Se for possível faça noutra máquina. 

14 de março de 2017

WebCast Microsoft Windows Server 2016: O sistema operativo Cloud-ready

No próximo 16 de Março de 2017 pode participar no Webcast “Microsoft Windows Server 2016: O sistema operativo Cloud-ready” entre as 16:00 – 18:00 WET através do Rumos Live Traning com o formador Pedro Ferreira Pereira.


Este webcast tem como objetivo abordar as novidades do Windows Server 2016, assim como o percurso de exames de certificação para atingir o MCSA: Windows Server 2016. 
  • Introdução aos exames para atingir a certificação MCSA: Windows Server 2016.
  • Novas funcionalidades do Windows Server 2016.
Pode-se inscrever aqui: https://www.eventbrite.pt/e/bilhetes-microsoft-windows-server-2016-o-sistema-operativo-cloud-ready-31228289655 .

 O idioma do Webcast vai ser em Português.

Sobre o Webcast 
O Webcast são realizados pelas as empresas do Grupo Rumos , Rumo, Galileu, Flag, Profitecla, Escola Digital Rumos, Escola Professional Braga e Escola Professional Ruiz Costa. 

Custo 
É totalmente gratuito apenas tem que registar no webcast que é utilizado o Eventbrite. Pode consultar os eventos anteriores aqui: https://www.eventbrite.pt/o/rumos-s-a-7582499537?past=1 e visualizar os vídeos em http://www.livetraining.pt/arquivo.html

Plataforma 
O webcast do grupo utiliza a plataforma Adobe web conferencing mais conhecido por Adobe Connect a sua utilização não é complicada. Apenas necessita de entrar na sala e fazer o teste de verificação e compatibilidade no seu computador. Para garantir que vai conseguir ver o sinal de vídeo e imagem.


Pode-se fazer todas as questões ao orador e falar com outros participantes que estão presentes.



Qualidade de vídeo e áudio
Todo depende do upload do orador. Infelizmente não utilizam uma ligação a parte para os Webcast . No ultimo webcast que assisti que foi “Be a Game Developer” o upload deles era tão mau que a ligação estava sempre a cair, a voz sempre a falhar e não era possível acompanhar com o orador. Por vezes o orador não dava conta que a voz não estava a ser transmitida e perde-se uma grande parte do webcast. 



Mesmo que não consiga visualizar o webcast até ao fim por norma recebe um e-mail com  um endereço de Internet que permite visualizar a a gravação do webcast e também poderá receber um voucher de desconto. 

Se pretende saber mais sobre os webcast do grupo rumos visite em a página oficial em www.livetraining.pt.

23 de fevereiro de 2017

Delphi uma linguagem de programação com 22 anos que vem para ficar.

Hoje recebi um correio eletrónico da Embarcadero que informava que a linguagem de programação Delphi não confundir com a Delphi Automotive, têm 22 anos é incrível como o tempo passa. O Delphi é uma linguagem de programação dos anos 90 desenvolvida pela Borland que foi o sucessor da linguagem de programação Pascal.

Não sou programador profissional de Delphi mas foi uma das linguagens de programação com que aprendi a programar. A primeira linguagem de programação que aprendi/utilizei foi o Sinclair BASIC do ZX Spectrum a segunda foi o Pascal com o IDE Turbo Pascal 7.0 em MS-DOS. Belos tempos de juventude ;) .

Manual do ZX Spectrum +3
Manual do ZX Spectrum +3





Um dos programas que lembro fazer foi a simulação de um paquímetro que funciona 365 dias do ano acho que ainda tenho o código fonte numa disquete mas já não tenho leitor de disquetes.

Livro de Pascal
Alem do Pascal experimentei o Delphi com o IDE Borland Delphi para Windows.  


O Delphi ainda hoje é muito utilizado e mantido devido ao software legado existente nas empresas. Na empresa onde trabalho faço a gestão/administração de um ERP que foi desenvolvido em Delphi em que armazena os dados no Firebird SQL. Em que alguns softwares de anti-vírus e outros informam que foi compilado e desenvolvido em Microsoft Visual C++ e a identidade do assembly informa CodeGear RAD Studio.

Continua a ser uma linguagem de desenvolvimento fechada. Não é “aberta” ou muito utilizado entre parceiras ou projetos open-souce como Java ou C# . Estas duas são bastante utilizadas em serviços da nuvem do Azure, AWS e outras. Não existe uma oferta para serviços em nuvem para o Delphi e bases de dados Firebird/Interbase continua-se a utilizar máquinas virtuais na nuvem. E para mim isso deve-se a Embarcadero.

Depois do Pascal passei por C, C# e Java. Hoje em dia desenvolvo algumas aplicações para uso pessoal em Java e C#. O ultimo projeto pessoal que fiz foi a conversão de uma aplicação Java para C#. Como Visual Studio é gratuito para uso pessoal voltei a utilizar a linguagem de programação C#.

4 de fevereiro de 2017

Microsoft Azure Machine Learning e HDInsight exames beta

Você é um cientistas de dados, analistas, engenheiros de dados, arquitetos de dados, ou programador de dados que usa serviços em nuvem do Azure para criar e implantar soluções inteligentes ou grandes soluções de análise de dados.

Agora tem a oportunidade de fazer dois exames da Microsoft totalmente GRATUITOS.


Exame 70-774     : Perform Cloud Data Science with Azure Machine Learning (beta)
Registo                : https://www.microsoft.com/en-us/learning/exam-70-774.aspx Código desconto : SCPAZ774EP

Exame 70-775     : Perform Data Engineering on Microsoft Azure HDInsight (beta)
Registration        : https://www.microsoft.com/en-us/learning/exam-70-775.aspx
Código desconto : BPERB775VM

Você deve se registrar e fazer o exame antes 31 de Março de 2017.

Há uma quantidade limitada de inscrições.

Existem algumas limitações de registo do código beta em alguns países (por exemplo, Turquia, Paquistão, Índia, China, Vietname); Você não será capaz de fazer o exame beta gratuitamente nesses países.

Para se preparar para o exame beta pode consultar a publicação do blog: https://borntolearn.mslearn.net/b/weblog/posts/just-how-does-one-prepare-for-beta-exams-without-preparation-materials.

Also, keep in mind that this exam is in beta, which means that you will not be scored immediately. You will receive your final score and passing status once the exam is live. Além disso, tenha em mente que este exame está em beta, o que significa o resultado do exame não é divulgado imediatamente. Você receberá sua pontuação quando o exame passar para sua versão final.

28 de janeiro de 2017

11º Encontro da Comunidade IT Pro Portugal


Estão convidados a participar no 11º encontro da comunidade técnica de profissionais IT Pro portugueses.

É um evento totalmente gratuito, mas sujeito a inscrição prévia em https://itproportugal11.eventbrite.com




Agenda:

18:30 Recepção
19:15 "Configuration Management on Azure with Puppet and Chef" - Istvan Cebrian
20:20 "Soluções de HA/DR com Windows Server 2016 e SQL Server 2016" - Murilo Miranda
20:50 "Azure Security Center can make you more safe" - Vítor Pombeiro
21:20 Sorteio e encerramento

Valide a confirmação na página do Facebook.

15 de janeiro de 2017

É possível fazer certificações da Microsoft apenas por autoestudo


SIM, mas requer uma grande força de vontade e muita dedicação. Não estou a dizer que os Microsoft Official Courseware (MOC) não servem para nada pelo contrário ao frequentar um MOC temos acesso a formação + documentação + laboratórios e um formador que responde a qualquer dúvida que tenha e está presente para o ajudar.

Por autoestudo não temos acesso a nenhum formador presencial mas podemos contar com comunidades técnicas, rede sociais e amigos para tirar algumas dúvidas mas podem não estar imediatamente disponíveis.

Eu passei aos exames 70-532 e 70-532 por autoestudo mas perdi muitas horas de preparação. Apesar de não frequentar nenhum MOC tive alguns custos monetários. Nada é gratuito.

Exame 70-532
No exame 70-532 utilizei vários métodos de preparação laboratórios, livros, vídeos, vários trials do Azure e apontamentos meus.

Comprei os três livros de certificação Azure Exam Ref. Mas com a atualização dos exames em Outubro/Novembro de 2016 não recomendo a compra dos mesmos porque estão completamente desactualizados.


A parte prática é muito importante pode montar um laboratório no seu próprio computador ou em máquinas virtuais o que permite praticar com os serviços do Azure. Os exercícios do MOC estão disponíveis gratuitamente em https://www.microsoft.com/en-us/learning/companion-moc.aspx. Eu utilizei máquinas virtuais no Azure para fazer os exercícios o que permita ter a vantagem de em que podia deixava a máquina sempre ligada e manter o estado dos exercícios e não só.

Durante 4 meses podem fazer os vossos laboratórios gratuitamente em http://blog.pt.rramoscabral.com/p/azure-trial.html explico como podem testar o Azure gratuitamente.

Também utilizei vídeos/vídeo-aulas do Pluralsight, CBT Nuggets, MVA, Channel 9 e Ignite. Sobre o Pluralsight e CBT Nuggets utilizei o trial durante uma semana não em simultâneo apenas é necessário ter atenção de cancelar o trial antes de acabar o período experimental. Apenas tem-se o problema de não se poder utilizar Pluralsight e CBT Nuggets nas próximas certificações. No caso do Pluralsight para quem pretende fazer exames de desenvolvedor ou 70-534 pode ter acesso aos vídeos durante 3 meses.

Fiz os meus próprios apontamentos através do livro + vídeo + documentação do Azure.

Não tenho nenhum problema em dizer que falhei o primeiro exame da Microsoft que fiz devido ao excesso de confiança. Assim tive que mudar o método de autoestudo e ser ainda mais dedicado. Não existe glória sem sacrifícios.
Experimentei os testes práticos da Measureup e recomendo vivamente. Estes testes não incluem as perguntas oficias do exame são perguntas baseadas do conteúdo do exame e cada questão tem a sua explicação e ligações para a documentação da Microsoft. Este tipo de exames é ótimo para testar o nível de conhecimento.


Se não pretenderem comprar um exame prático podem experimentar as questões gratuitas disponíveis da seguinte forma:
•    Teste de demonstração da Measureup - http://www.measureup.com/
•    Teste prático 70-532 do Chris Pietschmann  - https://github.com/crpietschmann/Azure-70-532-Practice-Test
•    Teste prático 70-533 do Chris Pietschmann  https://github.com/crpietschmann/Azure-70-533-Practice-Test
•    Teste de demonstração da Transcender utilizado pela CBT Nuggets -https://www.transcender.com/

Não utilizo Dumps que é uma coletânea de questões de exames de oficias. E não recomendo a sua utilização pelos os seguintes motivos:
•    Primeiro, está enganar a si próprio;
•    Segundo, significa que não percebemos nada e continuamos a não compreender que é uma autêntica ilusão;
•    Terceiro, nada garante que as questões e repostas sejam verdadeiras ou estão corretas. Esta por sua conta e risco;
•    Quarto, ao fazer alguma pesquisa existe muitas pessoas a reclamar que perderam dinheiro e não só. Exemplos:
o    http://www.ripoffreport.com/r/Certplex-Ltd/London-United-Kingdom-WC1N-3AX/Certplex-Ltd-ExamCollection-Avanset-Fake-Guarantees-and-charging-continuously-monthly-sub-1161364
o    http://lessons-learned-from-life.blogspot.pt/2014/07/examcollection-premium-service-scam.html
•    Quinto, confie em vocês próprios façam um plano de estudo se não conseguir fazer um plano primeiro agende o seu exame e assim tem um prazo e uma obrigação que tem de cumprir. Se achar que não está preparado pode sempre remarcar com 24 horas de antecedência da data de marcação.
Com a alteração do método de estudo consegui passar ao exame. Nem todos os métodos de estudo funcionam com todas as pessoas é necessário de criar o nosso próprio método de estudo. A duração de tempo também não é igual para todos, recomendo que pratiquem muito no Azure e utilizem os trials disponíveis.

Alem disto tudo agora tem acesso a um curso virtual Developing Microsoft Azure Solutions no EDX  (https://www.edx.org/course/developing-microsoft-azure-solutions-microsoft-dev233) quando preparei para o exame isto ainda não existia.   


Exame 70-533: Implementing Microsoft Azure Infrastructure Solutions

Para este exame utilizei o mesmo método de estudo mas como já não podia utilizar Pluralsight, CBT Nuggets utilizei o Opsgility. Os Opsgility também têm um trial mas com uma diferença que inclui laboratórios que podemos fazer no azure e é excelente para certificações Azure, Office e Sharepoint recomendo. Continuei a utilizar os vídeos do Ignite e Channel 9.


Voltei a utilizar uma máquina virtual no Azure para fazer os meu laboratório assim todos os ficheiros, documentação ficaram num segundo disco de dados para depois fazer download. Mas nem tudo funcionou em condições tive alguns problemas e tive que fazer redeploy  e mudar o tamanho para resolver alguns dos problemas.

Também utilizei os exames práticos da Measureup e a versão offline para poder testar os meus conhecimentos sem necessitar de um acesso a Internet. A versão offline também dá acesso a versão on-line são 2 por 1.



Nos meus planos de estudo costumo inserir todos os módulos e conteúdos num ficheiro de texto. No seguinte exemplo está uma parte do plano com os Vídeos do Opsgility. Quando acabava de ver os vídeos marcava com X.



Para finalizar se pretendem fazer por autoestudo é necessário ter uma grande dedicação pode demorar três meses ou mais mas não devem desistir. Quando passa a um exame é uma alegria tão grande como sai-se o melhor prémio do mundo. O que significa que todo o trabalho que teve deu furtos se não passar não fique desmotivado eu próprio não passei a primeira apenas fiquei desiludo não significa que tenha desistido.

Existem vários grupos e comunidades que podem ajudar até mesmos os Microsoft Most Valuable Professional (MVP) em que eles podem ajudar pode pesquisar em https://mvp.microsoft.com/en-us/MvpSearch .   

5 de janeiro de 2017

Exames Beta Microsoft SQL 764 e 767 necessitam de mais participantes

É especialista em administração de base de dados e implementação de Data Warehouse.

Até 31 de janeiro de 2017 tem a hipótese de fazer estes dois exames betas gratuitamente.

Exame 70-764: Administering a SQL Database Infrastructure (beta)

Marcação: https://www.microsoft.com/en-us/learning/exam-70-764.aspx
Voucher: ZTNDFS764CC


Exame 70-767 Implementing a SQL Data Warehouse
Marcação: https://www.microsoft.com/en-us/learning/exam-70-767.aspx
Voucher:  BVPYHJ767DD

uma quantidade limitada de lugares.
Estes exames são beta, o que significa que á a sua pontuação final leva tempo, por favor, seja paciente!

Fonte: Microsoft Training and Certification Community

Novos Exames para Cientistas de Dados: Necessitasse de Beta Testers!

Para os analistas e cientistas dados a Microsoft está apresentar uma série de exames! E pode ajudar participando no exame beta! O primeiro é, 773: Analyzing Big Data with Microsoft R, a partir de 3 de janeiro de 2017 até 28 de fevereiro de 2017.


Você é um cientista de dados ou analista que processa e analisa grandes conjuntos de dados utilizando R com a seguinte experiência:

  • Familiaridade com estruturas de dados
  • Familiaridade com conceitos básicos de programação como o fluxo de controlo e scope.
  • Familiaridade com a escrita e depuração funções R


Existem 300 lugares para o exame de beta 70-773.

Isto significa que você pode fazer o exame de GRATUITAMENTE!!! MAS... os lugares são limitados a primeiro a chegar, primeiro a ser servido.

A marcação por enquanto apenas pode ser feita telefonicamente através dos contactos para o serviço de apoio ao cliente da Pearson Vue em http://www.pearsonvue.com/microsoft/contact/ .

Necessita de informar o código de voucher ‘PPCABD773MM’ quando for solicitado o pagamento torná-lo gratuitamente e o seu MS IS não o MS ID. 

Antes de registar pesquise o centro de exames onde pretende fazer o exame em http://www.pearsonvue.com/microsoft/gov/ também pode fazer na sua casa ou escritório mais informações em https://www.microsoft.com/en-us/learning/online-proctored-exams.aspx.

Recursos para exame:


Fonte: Microsoft Learning.